Você seria salvo?

Por: Marcio Zeppelini
03 Outubro 2015 - 18h22

iStock 000008617852 Largemetafora

O frigorífico

Conta-se uma história de um empregado em um frigorífico da Noruega.

Certo dia, ao concluir seu trabalho, o funcionário foi inspecionar a câmara frigorífica. Inexplicavelmente, a porta se fechou e ele ficou preso dentro da câmara. Bateu na porta com força, gritou por socorro, mas ninguém o ouviu. Todos já tinham saído para suas casas, e era impossível que alguém pudesse escutá-lo.

Já estava preso há quase cinco horas, sentindo-se debilitado com a temperatura insuportável. De repente, a porta se abriu e o vigia entrou na câmara, resgatando-o com vida.

Depois de salvar a vida do homem, perguntaram ao vigia:

- Por que você foi abrir a porta da câmara se isso não fazia parte da sua rotina de trabalho?

Ele explicou:

- Trabalho nesta empresa há 35 anos. Centenas de empregados entram e saem daqui todos os dias, e ele é o único que me cumprimenta ao chegar pela manhã e se despede de mim ao sair. Hoje pela manhã ele disse "Bom dia" quando chegou. Entretanto, não se despediu de mim na hora da saída. Imaginei que poderia ter-lhe acontecido algo. Por isso procurei por ele na empresa toda e o encontrei preso no frigorífico...

Reconheça as pessoas!

Cumprimentar as pessoas, além de ser uma gentileza gratuita que, normalmente, é retribuída, faz com que elas se sintam melhores pelo simples fato de "existirem" e "serem percebidas".

Cada um tem seu papel na sociedade - são atendentes, vigias, faxineiras, diretores de empresa ou aposentados. Antes de "estar" em qualquer uma dessas posições, eles são humanos. E seres humanos necessitam de reconhecimento.

Dizer bom dia ou boa noite não custa nada e, acredite: salva pessoas!

Um excelente final de semana para você e sua família!

E não se esqueça de se despedir do vigia!

Um abraço sustentável,


Marcio Zeppelini


Um dia bom deve sempre começar com um "bom dia"

Marcio Zeppelini

PARCEIROS VER TODOS