Há uma vidraça em sua frente

Por: Marcio Zeppelini
05 Outubro 2014 - 18h53

 

H uma vidraa em sua frente

A Borboleta

Estava sentado em uma sala de um hotel, um lugar tranquilo rodeado de flores. E eu estava vendo uma desesperada luta entre a vida e a morte, acontecendo com uma borboleta que gastava as suas ultimas energias tentando voar para fora da sala: tentava inutilmente voar através de uma vidraça. Ela insiste, mas não funciona, pois os seus desesperados esforços não oferecem nenhuma esperança para a sua sobrevivência. Ironicamente, a luta é parte da armadilha. É impossível para a borboleta, mesmo tentando arduamente, conseguir ter sucesso, ou seja, quebrar o vidro. No entanto, esse pequeno inseto apostou sua vida para alcançar seu objetivo através da determinação de um esforço errado.

Do outro lado da sala, há alguns metros dali, a porta está aberta. Dez segundos de voo e a pequena criatura poderia alcançar o mundo exterior que tanto procura. A possibilidade da descoberta está lá. Seria tão fácil. Por que não tentar voar com uma outra abordagem, algo radicalmente diferente? Como é que ela ficou tão obstinada com a ideia de que este específico trajeto lhe oferece a melhor oportunidade para o sucesso?

Esta borboleta está condenada. Ele vai morrer lá no peitoril da janela.

Se o seu voo não teve sucesso, mude o rumo!

Que lógica há em continuar até a morte buscando uma solução para os nossos problemas usando o mesmo trajeto? Lamentavelmente, é uma ideia que vai matar a borboleta…. e você! Tentar a coisa mais difícil não é, necessariamente, a solução mais eficaz. Esta visão não oferece qualquer promessa real de conseguir o que se quer da vida. Às vezes, na verdade, é grande parte do problema. Se você aposta todas as suas esperanças numa única alternativa, você pode matar as suas chances de sucesso.

Mude o rumo, voe para outra direção!

Abraços sustentáveis,

PARCEIROS VER TODOS