Alguma vez você tentou "dar um jeitinho"?

Por: Marcio Zeppelini
17 Outubro 2014 - 14h28

provadasprovas

A prova das provas

Na véspera de uma prova, 4 alunos resolveram chutar o balde: iriam viajar. Faltaram à prova e então resolveram dar um "jeitinho”. Voltaram à universidade na terça, sendo que a prova havia ocorrido na segunda. Então dirigiram-se ao professor:
- Professor, fomos viajar, o pneu furou, não conseguimos consertá-lo, tivemos mil problemas, e por conta disso tudo nos atrasamos, mas, gostaríamos de fazer a prova.

O professor, sempre compreensivo:
- Claro, vocês podem fazer a prova hoje à tarde, após o almoço.

E assim foi feito. Os rapazes correram para casa e se racharam de tanto estudar, na medida do possível. Na hora da prova, o professor colocou cada aluno em uma sala diferente e entregou a prova. Primeira pergunta, valendo 1 ponto: algo sobre a Lei de Ohm. Os quatro ficaram contentes pois haviam visto algo sobre o assunto. Pensaram que a prova seria muito fácil e que haviam conseguido se "dar bem".

Segunda pergunta, valendo 9 pontos: "Qual pneu furou?"

A verdade é, acima de tudo, uma forma de defesa.

Às vezes criamos fantasias e histórias sem perceber que aquilo vai nos enforcar dali alguns dias. Assim como a verdade absoluta também não é a melhor arma para alguns casos.

É possível viver somente com a verdade, sem ter que dar explicações a quem não nos compete. Se os alunos simplesmente dissessem que, por razões pessoais não puderam fazer a prova, não mentiriam e não passariam pela "saia justa" de ter que explicar uma mentira. Se optassem por falar a verdade absoluta "resolvemos gadaiar em vez de fazer a prova", provavelmente ganhariam um inimigo que prejudicaria sua atuação na escola.

Enfim... como ensinamento desse "causo", digo que para falar a verdade, é necessário estratégia. Já a mentira, nenhuma estratégia será perfeita.

Abraços sustentáveis,

PARCEIROS VER TODOS