Vamos parar de carregar o desnecessário?

Por: Marcio Zeppelini
20 Outubro 2016 - 14h44

mala-viagem

A mala de viagem

Conta-se uma fábula sobre um homem que caminhava vacilante pela estrada, levando uma pedra numa mão e um tijolo na outra. Nas costas, carregava um saco de terra; em volta do peito, trazia vinhas penduradas. Sobre a cabeça, equilibrava uma abóbora pesada.

Pelo caminho encontrou um transeunte, que lhe perguntou:

- Por que carrega essa pedra tão grande?

- É estranho - respondeu o viajante - mas eu nunca tinha realmente notado que a carregava.

Então, ele jogou a pedra fora e se sentiu muito melhor. Em seguida, veio outro transeunte e lhe perguntou:

- Diga-me, cansado viajante, por que carrega essa abóbora tão pesada?

- Estou contente que me tenha feito essa pergunta, pois não tinha percebido o que estava fazendo comigo mesmo.

Então, ele jogou a abóbora fora e continuou seu caminho com passos muito mais leves. Um por um, os transeuntes foram avisando-o a respeito de suas cargas desnecessárias. E ele foi abandonando uma a uma. Por fim, tornou-se um homem livre e caminhou como tal.

Extraído do livro "Psycho-Pictography" (Howard V)

Solte sua carga!

Você já se pegou zangado, rancoroso ou de mau humor e nem se lembrava mais do que havia lhe deixado assim?

Os pensamentos negativos, a culpa, o desespero e o medo são sentimentos muito pesados, como a pedra ou a abóbora da fábula acima.

Ao nos depararmos com algum problema em nossa vida, nosso sistema cognitivo, como num processo de defesa, carrega-nos desses sentimentos - o que é absolutamente natural. O que não é normal é permanecer com essa defesa corroendo seu corpo.

Um exemplo: Seu chefe brigou com você.

Automaticamente seu corpo liberará adrenalina e noradrenalina, hormônios produzidos pelas glândulas suprarrenais. Segundo a neurocientista Jill Bolte Taylor, 90 segundos depois os hormônios já percorreram todo o seu corpo e foram filtrados pelo seu fígado. Mas a raiva permanece, pois você deu um comando ao seu cérebro para FICAR com raiva. Aquela raiva vai consumir todo o seu humor durante horas. Seu rosto ficará pesado (o que chamamos de cara amarrada), seus pensamentos já não são nada leves e seu coração terá que trabalhar mais rápido para suportar músculos cada vez mais cansados.

É necessário ter consciência do que está lhe machucando e se desapegar daquilo. Livrando-se desses pensamentos, instantaneamente seu corpo ficará mais leve, o sorriso voltará ao seu rosto e o dia se tornará bem mais agradável.

Faça essa pergunta agora: o que é que está me tirando energia? Respire fundo, livre-se desse pensamento e volte a ter foco naquilo que te faz feliz.

Faça esse exercício diariamente, quantas vezes por dia forem necessárias.

Um abraço com +Atitude, Um beijo com +Energia!

Marcio Zeppelini

O que é que está me tirando energia agora? Respire fundo e livre-se desse pensamento!
Marcio Zeppelini

PARCEIROS VER TODOS