Você tem coragem de experimentar?

Por: Marcio Zeppelini
20 Outubro 2016 - 17h05

coragem-experimentar

A grande porta!

Um rei submeteu sua corte à prova para preencher um cargo importante. Um grande número de homens poderosos e sábios reuniu-se ao redor do monarca.

- Ó vós, sábios - disse o rei - eu tenho um problema e quero ver qual de vós tem condições de resolvê-lo.

Ele conduziu os homens a uma porta enorme, maior do que qualquer outra por eles já vista.

O rei esclareceu:

- Aqui vedes a maior e mais pesada porta de meu reino. Quem dentre vós pode, sozinho, abri-la?

Alguns dos cortesãos simplesmente balançaram a cabeça. Outros, contados entre os sábios, olharam a porta mais de perto, mas reconheceram não ter capacidade de fazê-lo.

Tendo escutado o parecer dos sábios, o restante da corte concordou que o problema era difícil demais para ser resolvido.

Somente um único vizir aproximou-se da porta. Ele examinou-a com os olhos e os dedos, tentou movê-la de muitas maneiras e, finalmente, empurrou-a com toda sua força. E a porta se abriu.

Ela estava apenas encostada, não completamente fechada. A única coisa necessária para abri-la era a coragem de tentar.

Do livro "O Mercador e o Papagaio" (Peseschkian N)

O "não" a gente já tem.

É comum ouvirmos frases do tipo:  "Isso é muito difícil"; "Várias pessoas tentam, poucas conseguem"; "Isso é para quem nasceu em berço de ouro".

São, na verdade, "rotas de fuga" de pessoas que não têm coragem de tentar. Que tem medo de falhar e, antes mesmo de se arriscar, desistem.

Eu sou empreendedor desde moleque. Aos 10, vendia os meus gibis já lidos para comprar outros. Aos 15, comprava bicicletas usadas, as reformava e vendia pelo dobro do preço. Aos 17, dei meu maior passo: abri uma editora de jornais. Fali a empresa 3 anos depois. Continuei tentando. Aos 24, abri minha segunda e atual editora - um dos 4 CNPJs que administro atualmente.

Não estou dizendo que seja fácil. É importante reconhecer a dificuldade. Encará-la de frente, arregaçar as mangas e colocar toda sua energia para vencê-la.

O "não" a gente já tem. Qual é o seu medo de transformá-lo em sim?

Ah... mas e se eu fracassar?

Bata no peito e diga: eu tentei!

E então? Vamos encarar esse desafio que está aí martelando na sua cabeça?

Abraços inspiradores!
Marcio Zeppelini

É importante reconhecer a
dificuldade: encare-a de frente.
Marcio Zeppelini

PARCEIROS VER TODOS