O trabalho mais inclusivo é o trabalho voluntário

Por: Roberto Ravagnani
03 Novembro 2022 - 00h00

 10440-abertura

A palavra da moda, e absolutamente necessária, é a inclusão. Vou repetir, importantes e fundamentais são a palavra e a atitude de inclusão. O trabalho voluntário historicamente é inclusivo, sem nunca ter sido necessária qualquer tipo de intervenção para que ele o fosse. Por si, por suas características, o trabalho voluntário sempre mostrou a importância da inclusão.

O voluntário, quando chamado, jamais é excluído por qualquer que seja sua condição física ou intelectual.

Quantas histórias de superação e motivação observamos pelo caminho, que, aliadas ao voluntariado, se mostram uma potente “arma” de desenvolvimento humano; devidamente utilizadas, promovem grandes transformações em quem é assistido por esse trabalho voluntário.

Quando me perguntam qual legado quero deixar com minha história, a resposta sempre tem sido a mesma: o legado do exemplo do poder de transformação do mundo, sem medo de ser ufanista. Este é o maior legado que podemos deixar — o exemplo.

Sendo assim, quando pensar em alguma atividade para exemplificar a inclusão, pense ou faça trabalho voluntário. Quando quiser fazer com que alguem entenda a inclusão, leve essa pessoa para fazer trabalho voluntário.

E aqui é o momento perfeito para escrever aquelas frases fantásticas que grandes criadores profeririam, como, por exemplo:

  • Trabalho voluntário: o trabalho da inclusão.
  • Voluntariado e inclusão, um complementa o outro.
  • Inclua o trabalho voluntário em sua vida e entenda o que é inclusão.
  • Venha ser voluntário e passe a fazer parte de um mundo novo, mais inclusivo.

 Não sei se são tão boas, mas fui eu que as criei. O importante é que o recado que quero passar seja captado e entendido: a inclusão e o trabalho voluntário andam de mãos dadas, juntos.

Vai aqui um pequeno puxão de orelha nas organizações que ainda não aderiram ao movimento voluntário de forma organizada, profissional. Se for para fazer de qualquer jeito, melhor que não se faça, pois será um desserviço ao trabalho voluntário.

O voluntário deve ser tratado com dignidade, profissionalismo e gratidão, pois está entregando parte de seu tempo, o bem mais precioso que temos, para a organização em que você trabalha ou que você dirige.

Quanto mais organizações sérias e comprometidas com o voluntariado tivermos, melhor será o voluntário, melhor será a inclusão e melhores serão nossas organizações sociais. Somente juntos poderemos crescer e fazer mais por nossa sociedade.

PARCEIROS VER TODOS