Jogos mundiais dos povos indígenas teve início em Palmas

Por: Thaís Iannarelli
22 Outubro 2015 - 20h33

Com um objetivo de estreitar a relação entre os povos indígenas de diversas partes do globo, esta sendo realizado entre os dias 20 a 31 de outubro, em Palmas, no Tocantins, a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas. O evento recebeu elogios do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que parabenizou a presidenta Dilma Rousseff pela iniciativa de realizar o Mundial Indígena no Brasil.

Os jogos foram idealizados pelos irmãos Marcos e Carlos Terena, da etnia Terena, de Mato Grosso. Os dois foram responsáveis pelas 12 edições dos Jogos Indígenas, sendo a primeira edição realizada em 1996, com apoio do Ministério do Esporte. Os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas foram lançados na sede da ONU, em Nova Iorque, e no dia 23 de junho, em Brasília, com a presença da presidenta Dilma e de lideranças indígenas de várias partes do mundo.

Os Jogos têm como base o artigo 31 da Declaração da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os direitos indígenas, que estabelece a manutenção, controle, proteção e desenvolvimento de todo o seu patrimônio. Tudo isso será discutido durante 13 dias, quando indígenas de 25 países estarão reunidos para trocar experiências, debater políticas públicas indígenas, conhecer novas culturas e festejar esse momento tão importante para o mundo.

Os três primeiros dias serão de adaptação, os indígenas brasileiros vão trocar experiências com os povos Mapuche, Tehuelche, Huarpe, Diaguita Calchaqui, Mocovi, Wichi, Qom, Mbya Guarani Tonocote, Kolla e Tapiete, da Argentina; Do Chile participarão 50 representantes dos Mapuche, Likan Antay, Diaguita, Rapa Nui, Aymara e Selk Nam.

Da Colômbia virão representantes das etnias Nasa, Mwak, Embeva, Huitoto, Esperara, Wayua, Pardos, Totoro, Kokonuko, Inga, Kamentsa, Wounam, Tikuna e Saliva. Como foi estabelecido nas normas do evento cada país tem direito a trazer uma delegação com 50 integrantes, mas esse número pode variar de acordo com as condições de cada país. A Guatemala será representada por 25 integrantes da etnia Maya.

O México será representado por indígenas das etnias Nahuas, Mixtecos, Tepehuanos, Huicholes ou Wirrarikas, Tarahumaras ou Raramuris, Purhepechas e Mayas. Nova Zelândia – Será representada por 50 Maori. Panamá com os povos indígenas: Comarca Kuna Yala, Comarca Embera-wounaan e Comarca Ngabe-Buggle. Do Paraguai participará a etnia Pai tavyterã e outras a confirmar.

Da Rússia Udege people, Khanti, Mansi, The Buryats, The Evens, Dolgans (self-designation: caxa), Tuvinians, The Nanai people, The Abazins, The Selkups. Do Uruguai Choñik e outros a confirmar.

Fonte: Ministério do Esporte

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book Como começar uma⠀ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

BAIXE GRATUITAMENTE
E-book 18 PASSOS essenciais para ajudar sua ONG

BAIXE GRATUITAMENTE

EDITAIS
23.064
Oportunidades Cadastradas
9.597
Modelos de Documentos
4.100
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
1 Out
2021
The Land Accelerator - América Latina
Prazo
30 Jun
2021
eFestival Canção
Prazo
Contínuo
Super Desafio COVID-19 - Startups
Prazo
10 Ago
2021
The Chelsea International Photography Competition 2021
Prazo
5 Jun
2021
Prêmio Excelência em Competitividade 2021
Prazo
15 Dez
2021
Premio Iteramericano a Las Buenas Práticas para el...
Prazo
28 Mai
2021
Chamada Pública Inovação Tecnológica - Serviço...
Prazo
Contínuo
Adobe Creative Residency Community Fund
Prazo
31 Mai
2021
Chamada de Cooperação Conjunta em Ciência e Tecnologia...
Prazo
15 Jun
2021
2º Call for Partnerships - Global Media Defence Fund

PARCEIROS VER TODOS