Indígenas discutem educação nas aldeias

Por: Revista Filantropia
01 Janeiro 2010 - 00h00
A qualificação de professores e a adequação da infraestrutura das escolas são os maiores desafios para levar o Ensino Fundamental às populações indígenas, de acordo com Gersem Baniwa, coordenador geral de educação indígena da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), do Ministério da Educação. O país tem hoje cerca de 2,6 mil escolas para uma população de mais de 200 mil indígenas. Dos 12 mil professores de áreas indígenas, 36% pertencem às comunidades. Baniwa acredita que a realização da 1ª Conferência Nacional de Educação Escolar Indígena (Coneei), em Luziânia (GO), foi um marco histórico, uma vez que discutiu as reivindicações das comunidades. O evento reuniu especialistas, educadores e comunidades indígenas de todo o país e contou com a presença de 600 delegados, que representam 210 povos.
www.mec.gov.br

PARCEIROS VER TODOS