Fome Zero: dois anos

Por: Revista Filantropia
01 Janeiro 2005 - 00h00
Lançado em meio a críticas e indefinições quanto a sua estrutura, o Fome Zero assumiu, no dia 30 de janeiro de 2003, a missão de lutar pela erradicação da fome e da exclusão social no país. Com o apoio de iniciativas como o Bolsa Família e o Programa do Leite, além da participação de instituições privadas, entidades sem fins lucrativos e da sociedade civil, o projeto alcançou resultados significativos. Em 2003, possibilitou a melhoria dos indicadores sociais dos 1.227 municípios em que foi implantado: viabilizou 110 mil pequenas propriedades, implantou mais de 17 mil cisternas e ampliou a qualidade da merenda em instituições públicas. De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), 60% das famílias pobres do país estão sendo atendidas pelo Fome Zero. Em contrapartida, um levantamento do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre políticas sociais mostra que o governo não consegue confirmar se as famílias beneficiadas pelo Bolsa Família mantêm seus filhos na escola. O Tribunal recomenda que os controles de programas devem ser aperfeiçoados.

PARCEIROS VER TODOS