De volta às origens

Por: Revista Filantropia
01 Novembro 2008 - 00h00

Do interior da Paraíba a Buenos Aires. Recentemente, integrantes da Escola Estadual Professor Lordão, da cidade de Picuí, a 244 km de João Pessoa, foram convidados pelo Ministério da Educação a apresentar uma experiência socioeducativa no II Encontro de Escolas Solidárias do Mercosul. Em terras argentinas, a escola mostrou o projeto “Repensando Picuí”, um trabalho de resgate da identidade da cidade paraibana que devolveu aos alunos a vontade de estudar e o interesse pela vida escolar.

Iniciado em 2004, o projeto surgiu como reação aos problemas enfrentados na época: altos índices de reprovação e evasão escolar, agressões verbais, pichações e mau uso do espaço público.

Quando tudo parecia ir contra, a equipe escolar percebeu que poderia mudar a situação. A primeira iniciativa foi apresentar a idéia aos demais docentes e começar o planejamento da ação. O objetivo era envolver os alunos em atividades que promovessem a “descoberta” do município de Picuí. “Um povo só valoriza sua terra quando tem conhecimento de suas histórias, lutas, fracassos e sucessos”, enfatiza a diretora Adriana Mary de Carvalho Azevedo.

O passo seguinte foi expor a proposta para os alunos e convidá-los a participar da experiência. Os primeiros que aderiram foram 69 estudantes do segundo ano do ensino médio. Com a equipe de trabalho formada e as parcerias fechadas, as ações começaram a sair do papel.

Entre as atividades, destacam-se as reuniões semanais entre professores e alunos para planejamento, acompanhamento e avaliação das etapas do projeto; leitura de textos didáticos e científicos sobre a urbanização e degradação ambiental de Picuí; análise de livros sobre a cidade a fim de identificar possíveis contradições históricas; pesquisa em sítios arqueológicos da região; realização de oficinas de arte para que os alunos produzam quadros sobre pinturas rupestres, buscando interpretar o significado de algumas tradições do município.

Parte das ações acontece aos finais de semana, e o restante, durante as aulas, quando os professores têm a possibilidade de explorar o projeto do ponto de vista de cada disciplina, sobretudo em história, geografia, artes, língua portuguesa, matemática, química e biologia.

No quarto ano de atividades, o “Repensando Picuí” apresenta bons resultados educacionais: o número de alunos aprovados saltou de 69%, em 2004, para 89%, em 2006; o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) da escola aumentou de 3,1, em 2005, para 3,7, em 2007, sendo superior à média do Estado da Paraíba, que é 2,9.

EDITAIS FILANTROPIA PLATAFORMA ÊXITOS
15.198
Oportunidades Cadastradas
9.566
Modelos de Documentos
3.061
Concedentes que Repassam Recursos
Prazo
16 Dez
2019
Bikeducação: Edital Itaú para Seleção de Projetos...
Prazo
16 Dez
2019
ONU / FIDA - Concurso de Fotografia “Juventude e...
Prazo
Contínuo
Fundo Regenerativo Brumadinho
Prazo
22 Dez
2019
UNDEF - 2019 Call to Civil Society to Apply for Funding...
Prazo
1 Jan
2020
Fundo Julia Taft para Refugiados
Prazo
25 Jan
2020
Environmental Curricula Grants
Prazo
31 Mar
2020
United Nations Voluntary Fund on Disability
Prazo
20 Jan
2020
United Nations Voluntary Trust Fund for Victims of...
Prazo
Contínuo
Mitsubishi Corporation Foundation for the Americas
Prazo
Contínuo
Oak Foundation’s - Issues Affecting Women Programme

PARCEIROS VER TODOS