Contra a finitude do tempo, valorize cada minuto

Marcio Zeppelini (*)

Embora não tenhamos conhecimentos científicos – pelo menos por enquanto – nem poderes mágicos para vencermos a finitude do tempo, a decisão mais correta e corajosa é promovermos em nós mesmos uma profunda mudança de atitude, passando a valorizar cada minuto, cada segundo.

Mesmo com o aumento da longevidade, proporcionado pelos avanços tecnológicos, a vida média de um ser humano está na casa dos 80 anos de idade, e continua subindo. De qualquer forma, ainda é muito pouco, e passa rápido como um foguete.

Quem hoje está na casa dos 40 anos como eu, por exemplo, ainda se espanta, saudoso da infância, quando se depara com séries, filmes e desenhos que nos fizeram felizes nos maravilhosos anos 1980. Como uma coisa puxa outra, também vêm à cabeça as brincadeiras de rua; as férias escolares que passavam “voando”. E lá se vão 30, 35 anos num piscar de olhos. Como o mundo era melhor, mais seguro!

Hoje, adultos com grandes responsabilidades, nunca temos tempo para nada. Estamos sempre sonhando com um dia de 48 horas para, quem sabe, “sobrar algum tempinho”. Ora, isso nunca vai acontecer, portanto, vamos parar de sonhar inutilidades e começar a organizar o nosso tempo.

Em primeiro lugar, é necessário entender que jamais saberemos o estoque de tempo que ainda temos pela frente para viver a vida. Em segundo, os recursos intangíveis, como o conhecimento, são mais importantes que os tangíveis, como fortuna e bens materiais, desejos perseguidos pela maioria das pessoas.

Sem recursos intangíveis – tempo, habilidade, meta, foco, criatividade, relacionamento e comunicabilidade – não produzimos nada, sequer uma receita de bolo. Vontade e disposição são ótimas, mas insuficientes se não utilizarmos o melhor dos nossos recursos intangíveis. Aí, sim, estaremos executando a verdadeira administração de tempo.

Nesta vida, quando reclamamos continuamente por causa de uma situação, sem se mexer em busca de uma resolução, perdemos tempo, perdemos vida. É como diz o velho ditado: SE A VIDA TE DER UM LIMÃO, FAÇA UMA LIMONADA!

Por isso, reflita sobre a quantidade de atividades que você está deixando de fazer, por exemplo, com seu cônjuge e filhos; note quantas lacunas há entre você e sua família. Perceba quanto espaço em branco há na sua carreira e que precisa ser preenchido urgentemente; revise o relacionamento com os amigos, inclusive os mais antigos. Quando acordar, vá ao espelho e repita se olhando nos olhos: - “EU VOU FAZER O DIA VALER A PENA!”

E se nenhuma dessas dicas der resultado, a saída mais honrosa é apelarmos para pílulas e cremes anti-idade. Ao menos, fisicamente, teremos alguma chance de vislumbrar mudanças em nós mesmos.

Marcio Zeppelini é empresário e empreendedor social, palestrante inspiracional e amante de temas ligados ao Desenvolvimento Humano.

____

Serviço:

Acompanhe a agenda da palestra gratuita “Gestão do Tempo – 10 passos para fazer seu dia caber em 24 horas”:


FORTALEZA/CE
– 8 de agosto (inscrição)

BRASÍLIA/DF – 10 de agosto (inscrição)

MACEIÓ/AL – 21 de agosto (inscrição)

MARINGÁ/PR – 24 de agosto (inscrição)

GRAMADO/RS – 5 de setembro (inscrição)