IDeA mede e evidencia desigualdades na educação

A Fundação Tide Setubal lançou na semana passada, em São Paulo, o Indicador de Desigualdades e Aprendizagens (IDeA), instrumento que permite à sociedade brasileira medir e descrever a realidade de sua educação e criar políticas públicas para solucionar situações de desigualdades educacionais. A ideia é evidenciar as injustiças causadas pelas desigualdades na educação.

A iniciativa foi apresentada durante o “Seminário Democracia, Educação e Equidade: uma agenda para todos”, realizado nos dias 25 e 26 de junho em parceria com Insper e UNESCO Brasil e com apoio dos jornais Valor Econômico e Nexo. O evento reuniu pesquisadores, representantes de organizações da sociedade civil, gestores públicos e profissionais do jornalismo com o objetivo de fortalecer o debate brasileiro sobre desigualdades educacionais, justiça social e democracia.

O evento também foi palco para o lançamento do Manual para a medição da equidade na educação, produzido originalmente por meio de parceria entre o Instituto de Estatística da UNESCO (UIS), o Centro de Dados sobre Políticas Educacionais da FHI 360, a Oxford Policy Management e o Centro de Pesquisas para Acesso e Aprendizagem Equitativa (REAL) da Universidade de Cambridge.

O documento fornece orientação prática sobre o cálculo e a interpretação de indicadores destinados a alcançar os grupos menos favorecidos, abordando as lacunas atuais de conhecimento e fornecendo uma estrutura conceitual para medir a equidade na aprendizagem, com base em exemplos de mensuração em sistemas educacionais nacionais de 75 países.

Fonte: Gife

PARCEIROS VER TODOS