Curso on-line: Assessoria de imprensa - fazendo sua causa virar notícia

Como desenvolver a capacidade de se relacionar com a imprensa, blogs e outros produtores de conteúdo de forma eficaz para se destacar na mídia e captar recursos.

Carga Horária: 4 horas

Com: Fabiana Dias

Categorias:

Nenhuma turma agendada.

Em um mundo dinâmico, em que a informação circula em segundos de uma ponta a outra do mundo, entender o funcionamento da mídia e se utilizar desses conhecimentos em favor da organização são ações fundamentais para o fortalecimento da imagem institucional. 

Neste treinamento o participante aprenderá como ser mais assertivo no trabalho com a imprensa e em lidar com jornalistas, blogueiros e produtores de conteúdo. Não se trata apenas de um treinamento, mas sim de um trabalho permanente de aperfeiçoamento para tornar o atendimento à mídia uma oportunidade para divulgar, de forma clara, o conceito e as atividades da organização.

Conteúdo Programático
 

  • Olhar pra dentro antes de olhar pra fora
    • Autorreflexão sobre identidade X imagem da organização
    • Reconecte o trabalho de comunicação com os objetivos organizacionais
    • O que pode ser notícia na sua organização: aprendendo a reconhecer fatos
    • Boa notícia: que interesse ela tem?
    • Fatores de vulnerabilidade e crise
  • Entendendo o ambiente da mídia
    • Como funciona a imprensa
    • O que é pauta?
    • Como funciona o trabalho da assessoria de imprensa
    • Com quem eu falo? Reconhecendo veículos e editorias que podem ter interesse na sua organização
    • Quem são os produtores de conteúdo?
    • Como se relacionar com jornalistas, blogueiros e outros produtores de conteúdo
       
  • Interação com imprensa e novas mídias 
    • Cases clássicos: o que deu certo e o que deu errado na relação com a imprensa.
    • O que você tem a dizer? Prepare-se
    • Organização do discurso: como introduzir o assunto, levar para a discussão central e fazer a conclusão com objetividade e persuasão
    • Assessoria de imprensa X relacionamento com a imprensa
    • Os instrumentos básicos de interação: aviso de pauta, sugestão de pauta, entrevista individual e entrevista coletiva, imagens, personagens e elementos auxiliares
  • O porta-voz: Quem fala pela organização 
    • Como escolher o(s) porta-voz(es)
    • Postura, discurso, visual, escuta, recursos vocais
       
  • Crise e imagem da organização em crise: porque é tão importante se preparar 
    • O que é crise?
    • Plano prévio para gerenciamento de crise
    • Ação com a imprensa durante uma crise
    • O papel do porta-voz
       
  • Laboratório: simulação, autoavaliação e feedbacks 
    • Treinamento prático
    • Como tratar o jornalista e o que esperar
    • Entrevista por telefone, entrevista por e-mail, entrevista presencial, participação em chat, entrevista ao vivo em rádio, tevê e Internet: quantidade, qualidade e organização das informações (construção de frases, tempo, escolha das palavras)
       
  • Avaliando resultados 
    • O que é o clipping
    • Como analisar o clipping
    • Como apresentar internamente os resultados de relacionamento com a mídia
    • Como aproveitar o que sai na mídia na relação com os outros públicos da organização

Público-alvo

  • Gestores, técnicos, estagiários e voluntários de organizações sociais, empreendimentos sociais, institutos, associações, fundações, sindicatos e organizações religiosas.
  • Profissionais das áreas de marketing e comunicação.
Palavras-chave
  • Planejamento, administração, Cebas, contabilidade, legislação, Judiciário, comunicação, marketing, captação de recursos, media training, responsabilidade social, Terceiro Setor, organização, entidade.

®2018 ➤ Instituto Filantropia - (L)

Fabiana Dias

Formada em jornalismo, com pós-graduação em Comunicação Organizacional e Relações Públicas (ECA/USP). Atua como consultora em planejamentos de comunicação, concepting e desenvolvimento de negócios para serviços da nova economia (www.maisargumento.com.br). Trabalhou por vários anos com organizações sociais, acompanhando a transição das organizações com propósito que passaram a atuar com modelos de negócio de impacto social. Nos últimos anos tem se dedicado ao universo das startups e focado em design e comunicação de serviços. Foi professora na Universidade Metodista de São Paulo (Umesp) e na Fundação Getúlio Vargas (FGV). É uma das sócias do Viveiro Inovação Social (www.vivei.ro), coworking na Vila Madalena.

Turma(s) Aberta(s)

Nenhuma turma agendada.