Afilie-se gratuitamente à Rede Filantropia

Receba conteúdo de gestão, agenda de eventos e notícias do Terceiro Setor

Cadastre-se gratuitamente

Faça seu LOGIN na Rede Filantropia.

Carta Global de princípios

Sustentabilidade
Por:
23 Outubro 2015 - 10h27

Promovendo a visão global sobre o investimento social privado

O conceito de filantropia está enraizado sobre as palavras gregas philos e anthropos, que podem ser traduzidas, respectivamente, como “amor” e “ser humano”. Logo, pode ser associada ao “amor ao ser humano” ou, de uma maneira mais abrangente, “amor ao próximo”. As ações filantrópicas ocorrem quando são realizadas atividades que ajudam outros indivíduos sem que haja interesse em qualquer tipo de retribuição, e essas ações são encabeçadas por organizações sociais.
No Brasil, as ações filantrópicas foram iniciadas pela Igreja Católica quando o Brasil ainda era uma colônia de Portugal. Essa atuação das igrejas no auxílio a comunidades mais necessitadas perdura por todo o período colonial. A partir do século XX, outras religiões também passam a se envolver em atividades voluntárias como políticas básicas de educação e saúde.
Já na década de 1930, devido ao amplo crescimento do país, da industrialização e da urbanização, é possível verificar um aumento da complexidade de diversos problemas sociais e, por esse motivo, surgem muitas entidades da sociedade civil. Em 1935 foi decretada a lei de declaração de utilidade pública, que regulamentava a colaboração do Estado com quaisquer instituições de fins filantrópicos.
Com o início do processo de redemocratização do país, com base na Constituição de 1988, verifica-se um aumento...

PARCEIROS VER TODOS