Afilie-se gratuitamente à Rede Filantropia

Receba conteúdo de gestão, agenda de eventos e notícias do Terceiro Setor

Cadastre-se gratuitamente

Faça seu LOGIN na Rede Filantropia.

Microgeração de energia no Brasil

Administração & Planejamento
Por: Instituto Filantropia
26 Maio 2014 - 19h36

No dia 12 de dezembro de 2012, o Brasil deu um grande passo a frente nos assuntos de energia renovável no país. Neste dia, a Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) aprovou a retificação da Resolução Normativa 482/2012, que estabelece as condições gerais para o acesso de micro e minigeração distribuída aos sistemas de distribuição de energia elétrica e cria o sistema de compensação de energia elétrica. A geração descentralizada permitida através da implantação destes sistemas de microgeração de energia capacita a população a colaborar na produção da mesma, recebendo descontos na conta de luz paga às concessionárias e contribuindo na geração, transmissão e distribuição do sistema elétrico no Brasil. Em países onde o sistema já está implantado, percebeu-se a conscientização da população e redução do consumo de energia. Como consequência, a geração descentralizada também contribui para a redução do impacto ambiental, uma vez que há diminuição da dependência quase total das usinas hidrelétricas como fonte de produção de energia do país.
Mais de um ano depois da aprovação da resolução e implementação da permuta na conta mensal de eletricidade, ainda há dúvidas sobre o quanto a população brasileira está ciente, preparada e disposta a se engajar neste plano de desenvolvimento sustentável do setor elétrico brasileiro. A solidificação deste projeto não representa apenas economia para...

PARCEIROS VER TODOS